Se a resposta for sim, preencha seus dados ao lado e pronto! Você receberá um e-mail, toda vez que atualizarmos os conteúdos do site.

Quer receber atualizações do site por e-mail?

Ajudar as pessoas a desenvolver seus conhecimentos, habilidades, atitudes e recursos emocionais, com foco no equilíbrio entre vida pessoal, profissional e financeira, primando por qualidade de vida e felicidade.

Missão

Valores

Honestidade

Família
Humanidade
Foco
Resultados
Prosperidade
Evolução Contínua
Equilíbrio

Sobre Ivete Freitas

Na minha formação em Coaching aprendi que em minha história de vida pode estar a bagagem necessária para uma nova jornada, onde poderei utilizar todo o aprendizado de 30 anos no Sistema Financeiro. Saber que posso utilizar desse conhecimento e experiência para ajudar outras pessoas que estão no mercado de trabalho enfrentando praticamente os mesmos desafios, me enche de ânimo para iniciar um novo ciclo, agora como Coach de Carreira e Finanças.


Nos últimos 30 anos no Sistema Financeiro, onde pude trabalhar nos diversos setores de agências bancárias, principalmente como administradora, passei por inúmeros desafios e experiências. Aprendi duramente o que é competir com colegas, muitas das vezes, menos competentes do que eu, mas pelo fato de serem homens e fazerem parte do “grupinho” do Chefe, eram os escolhidos para os melhores cargos e funções. Percebi o quanto nós mulheres precisamos ser e parecer ser mais competentes do que os homens para entrarmos no páreo. Participei de muitas lutas, ganhei algumas e com muita garra e persistência consegui atingir meus objetivos na carreira profissional que escolhi. Acredito que posso contribuir muito com profissionais que passam por situações semelhantes, principalmente, a não abrirem mão da felicidade em prol do trabalho, da família em prol do dinheiro, da vida em prol da carreira. É possível chegar a um equilíbrio entre vida pessoal, profissional e financeira. E o Coaching tem as ferramentas adequadas para trabalhar essas questões que tanto afligem os profissionais do tempo atual.


Quantas pessoas vivem insatisfeitas em seus trabalhos, lotando clínicas psiquiátricas, somatizando problemas, sem saúde, sem felicidade, correndo contra o tempo para dar conta de todos os afazeres. Passam ano após ano sem vivenciarem a jornada de trabalho, sem verem propósito no que estão fazendo, mas continuam pela sobrevivência sua e de suas famílias. Não têm tempo nem para refletir, “dar uma afiada no machado”. O final disso é um só, um sentimento de vazio, de que não é realizado profissionalmente, resultando numa agonia e antidepressivos. Até que a corda arrebenta, licença saúde uma atrás da outra, perde comissão, pede demissão ou fica sem rumo. Vi isso acontecer o tempo todo com colegas de trabalho.


E não é diferente no mercado de trabalho como um todo. Como relata Sampaio (2017): “conheci inúmeras pessoas que não conseguiam dar o passo seguinte porque tinham medo de ficar sem dinheiro, que não sabiam planejar suas carreiras nem suas vidas, que não sabiam ao certo o que queriam, e achavam que, se saíssem do emprego, tudo acabaria.” E o autor continua dizendo que pessoas nessas situações ficam num impasse e preferem a zona de conforto, na esperança de que as coisas se resolvam. Mas, infelizmente, na maioria das vezes, não é o que acontece. É aí que entra o papel do coach, para auxiliar essas pessoas a tomarem consciência do estado atual em que elas se encontram, onde querem chegar e como percorrer o caminho de um ponto a outro.


Segundo Sampaio (2017), 90% dos profissionais ativos no mundo insatisfeitos com o trabalho, estão há muito tempo na mesma empresa e sabem que podem ser descartados como copo plástico depois do cafezinho da tarde. E mais, 85% dos brasileiros encontram-se cansados da rotina puxada, sentem falta de alinhamento de propósito e valores com a empresa em que trabalham, e nem imaginam como podem reverter essa situação. E o pior, vejam o que esses profissionais responderam quando perguntados o que sonhavam para suas vidas:


“Eu queria fazer uma coisa que gostasse, que desse sentido para minha vida. Trabalhar por conta própria, contribuir com os outros, ter uma vida mais flexível, ter mais tempo para ficar com a minha família, viajar, ter qualidade de vida. Queria me sentir vivo, assim como você, Maurício. Será que é possível?”


E o autor dá sua saída para situações da espécie, “e escolher sair não é apenas chutar o pau da barraca e pedir demissão. Escolher sair é escolher tomar o rumo da vida nas mãos e tomar decisões conscientes e responsáveis. É planejar cada passo para chegar onde se quer.”


Lembro-me de colegas de trabalho que saíram sem planejar, tomaram decisões impensadas que acabaram por resultar em seus fracassos como empreendedores de coisas que não gostavam ou não sabiam fazer, apesar de serem cases de sucesso nas mãos de outros. Hoje vejo o quanto o Coaching poderia ter ajudado esses colegas em suas reflexões, questionando-os sobre o que realmente os faziam felizes, sobre o que gostavam de fazer, quais as suas competências e habilidades, que conhecimentos e experiências detinham e que poderiam ser utilizados nos novos negócios.


Sampaio (2017) diz ainda que “nossa história de vida é repleta de desafios e aprendizados, e é isso que eu chamo de ativo. É algo que podemos utilizar em nosso favor.”  Para isso, precisamos nos conhecer por inteiro, o que nos faz felizes ou infelizes, o que nos deixa com o sentimento de realização, o que nos conecta com a vida e com os outros, o que fazemos melhor, o que não gostamos de fazer. Todo o nosso aprendizado, nossas competências e habilidades, nossas experiências e nossa história de vida são nossos ativos, que podemos lançar mão para iniciar um novo negócio.


Precisamos nos abrir para as inúmeras possibilidades que a vida nos apresenta a todo momento, deixando as crenças de lado, os velhos ditados de que “nada tem jeito”, “que nada dá certo”. É necessária uma mudança de mindset, acreditar que tudo tem solução, que há saídas, que é possível sim reconstruir, transformar, mudar de vida e de carreira, fazer diferente.


E todas essas questões podem ser tratadas pelo Coaching de Carreira, nos seus diversos subnichos: Escolha Profissional, Universitários, Primeiro Emprego, Job Searching, Geração Y, Empreendedores, Transição de Carreira, Desenvolvimento de Carreira, Descarrilamento de Carreira, Expatriados, Aposentadoria, Esportistas.


Segundo Yates (2014, apud Loli, 2016, p.45), de maneira geral, os processos de apoio à carreira resultam em maior efetividade na tomada de decisão, melhor identidade vocacional, redução do desemprego e definição de objetivos profissionais claros. Isso possibilita que o cliente coloque em prática seus planos e obtenha níveis satisfatórios em suas escolhas de carreira.


Citando agora Ibarra (1999, apud Loli, 2016, p.48), redefinir a identidade profissional também requer a habilidade de encontrar algo que faça sentido e que servirá de base para, por exemplo, interpretar e julgar comportamentos associados a uma identidade possível. Diferentemente de outros métodos de intervenção de carreira, o coaching resiste à tentação de ditar às pessoas o que elas devem fazer. A preocupação central do coach é facilitar o processo de encontrar significado para as pessoas, ajudando-as a remover barreiras que impedem o movimento de um estado ao outro (TOIT, 2007, apud Loli,p.48).


Conforme explica o mesmo autor citado por Loli, trabalhar no “encontro de um sentido” ajuda a dar significado às mudanças, bem como a integrar novas experiências ao atual estado de referências dos indivíduos. Durante o processo de refletir sobre o que faz sentido nas mudanças, as pessoas filtram, categorizam e integram novos estímulos. Assim, o Coaching ajuda o cliente a lidar com uma “enxurrada” de constantes estímulos de forma mais consciente, permitindo que este faça opções que lhe tenham significado. Operando dentro de um sistema de valores e crenças, o Coaching é um recurso adequado para favorecer o processo de dar sentido às mudanças. 


Assim sendo e considerando a experiência e aprendizado de minha história acrescidos dos conhecimentos adquiridos e a adquirir em Coaching, encho-me de positivas expectativas para trabalhar neste nicho que vem crescendo muito e que tem um valor social elevado para a sociedade como um todo.

Formação Acadêmica

Graduação:

  • Bacharel em Direito (2000-2004) - Faculdade de Direito de Teófilo Otoni (MG)

  • Faculdade de Pedagogia de Teófilo Otoni (MG) Licenciatura Plena em Pedagogia (1985-1987) - 


Pós-Graduações Lato Sensu e Aperfeiçoamentos Profissionais:

  • MBA Executivo em Gestão de Negócios e Desenvolvimento Sustentável (2008) - INEPAD – Instituto de Ensino e Pesquisa em Administração

  • Finanças para Gerência e Desenvolvimento de Negócios e Gestão de Pessoas (2001) - Fundação Dom Cabral

  • Especialização em Administração Escolar (1987) - FAFITO – Teófilo Otoni (MG)


Outros Cursos:

  • Master Coach em Carreira (2017) - Instituto Maurício Sampaio

  • Professional & Self Coaching, com certificações em Life Coach, Analista Comportamental e Leader Coach ( 2017) - IBC – Instituto Brasileiro de Coaching

  • Certificação CPA-20 pela ANBIMA/ANBID – Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais

  • CPE – Curso de Formação de Educadores (2005) - UNIBB – Universidade Corporativa do Banco do Brasil

  • Curso de Formação de Mentores (2014) - UNIBB – Universidade Corporativa do Banco do Brasil
  • Coach em Carreira e Finanças - Período: Fevereiro/2017 até atual - Atividades: Desenvolvimento Pessoal e Profissional com foco no equilíbrio entre vida pessoal, profissional e financeira.

  • Educadora Corporativa Empresa: Banco do Brasil S.A. - Período: 2005 até atual - Atividades: Educadora de Oficinas e Cursos nas áreas de negócios, gestão e processos.

  • Mentoria | Mentora  de Gestores de Primeira Investidura   Empresa: Banco do Brasil S.A. - Período: 2014-2016
​​​​​​​
  • Administradora de Agência Bancária - Empresa Banco do Brasil S.A - Período: 1987-2016 - Atividades: Gerenciar agências bancárias e ser responsável por todos os processos de gestão: pessoas, negócios e processos, com sistemas de metas e entregas de resultados semestrais.

Experiências Profissionais:

ga('set', 'userId', 'USER_ID'); // Defina o ID de usuário usando o user_id conectado.